Compostagem domestica

20120507-112440 AM.jpg

A decomposição é pelo menos tão antiga como o solo. A compostagem sempre ocorreu, muito antes de existirem pessoas para a observar, em cada floresta, em cada prado, em cada pântano, lodaçal, savana ou estepe do mundo. A prática moderna de compostagem é nada mais do que uma aceleração e intensificação dos processos naturais. É assim a reciclagem, à escala familiar dos resíduos orgânicos da sua cozinha e da sua horta ou jardim.

o equipamento completo para que voce possa fazer sua compostagem em casa ou apartamento sao as 3 caixas de compostagem,um garfo de jardim,uma lixeira de pedal exclusiva para o resido organico e um balde de 60 litros.

a compostagem domiciliar feita atravez das caixas de compostagem funciona da seguinte forma:

as 3 caixas

 

de cima para baixo temos: 

 

a primeira caixa,sera sempre a caixa onde voce ira depositar periodicamente seu residuo organico,para iniciar a sua compostagem coloque uma camada de 2 dedos de serragem no fundo da caixa.

 

 

quando sua lixeira destinada para os organicos estiver cheia voce ira esvazia-la aqui nessa caixa e  ira cobrir os residuos com mais uma camada fina, de um a dois dedos de serragem,esse paço a paço se repetira até a caixa estar completamente cheia 

 

as camadas de resido humido e serragem(residuo seco) fazem o equilibrio necessario para que a copostagem funcione bem…

 algumas observaçoes:

se a compostagem ficar seca demais,(exesso de serragem),o processo de compostegem ficara lento, prolongando o tempo que seu residuo demorara para ficar pronto.

se a compostagem ficar molhada de mais(falta  de serragem) ela apresentara cheiro de amonia,e comecarao a nascer pequenas larvinhas brancas.

Caso isso aconteça nao entre em panico,o cheiro de amonia é facilmente remediado com o acrescimo de mais mais serragem e uma boa mexida no composto para que se oxigene e se possa misturar a serragem tambem nas partes mais profundas do composto,onde provavelmente vai estar maior o foco de humidade,as larvinhas tambem nao sao nenhum mostro ou parasita sangue suga,elas nascem em lugares demasiadamente humidos e tambem somem assim que o composto for revirado e com o acrescimo da serragem.

o equilibrio entre partes humidas e secas só se aprende na pratica,entao nao desanime se a principio problema como esse acontecam,aprenda e remedialos e perceba onde esta o erro,em pouco tempo voce estara dominando essa mistura de maneira natural e esse processo passara a ser parte cotidiana da sua vida.     🙂

(A dica é que voce  comece a faze as camadas de residos humidos e serragem ja na lixeira.)

 

todos so dias jogue um “punhado” de serragem dentro da lixeira,assim ela nao ficara humida em exesso e ira ascelerar o processo de compostagem,facilitando tambem o manuseio da mistura dentro da caixa.    🙂

 

quando as camadas de residuo e serragem chegarem ao topo da caixa ela ira trocar de lugar com a caixa de baixo,entao a caixa onde voce estava colocando seu residuo passara a ser a caixa que ficara no meio das trez caixas e  a caixa do meio sera agora a primeira.

se voce estiver iniciando o processo de compostagem pela primeira vez a caixa do meio que agora possou  a ser a primeira caixa, estara vazia,entao voce podera fazer a mesma coisa que fez com  a primeira,camadas de residuo organico humido e serragem,ate a caixa ficar completamente cheia.

agora temos a seguinte situaçao a caixa de cima esta cheia e a do meio tambem…entao voce ira colocar a de cima no meio,o composto que estiver dentro da caixa que estava no meio,ja deve estar em um estado em que nao se tenha mal cheiro  e que as cascas e pedaços de frutas e legumes que ali foram depositados nao sejam mais indentificados com facilidade.nesse estado podemos chamar esse residuo de composto organico,mas que ainda nao esta em estado final,mas ja pode ser devolvido ao solo sem problemas,podendo servir de adubo organico para plantas do seu jardim,e continuar seu processo de compostagem…

na sua faze final o composto deve estar com cara e cheiro de terra escura.

a terceira caixa recebera o chorume,um liquido escuro e sem cheiro,altamente benefico para as plantas podendo ser usado como biofertilizante,ou inseticida natural…o chorume é o armazenamento do liquido que escorre dos residos nos processos de decomposiçao.

ele é coletado atravez de uma torneira acoplada a ultima caixa.

é necessario que cada caixa leve no minimo um mes para ser preenchida,caso sua demanda de residuo faça com que voce encha mais de uma caixa por mes,sera necessario mais uma caixa no seu sistema,entao voce tera um sistema com 4 caixas,funcionando da mesma forma,seguindo os mesmo passos citados acima.

é importante tambem que os pedaços que serao depositados na lixeira de organicos e posteriormente na caixa de compostagem sejam picados,em tamanhos de mais ou menos 3 centimetros quadrados,isso porque quanto menor o pedaço mais rapido ele se decompoem,tornando sua compostagem mais eficiente,esse numero é só uma sugestao cada pessoa descobre sua forma de lidar com seu lixo.

 fica a dica de picalos em pedaços menores assim que sao cortados para serem utilizados,faça disso seu novo habito,isso sera muito inportante para que sua compostagem funcione bem, uma vez que eles forem para a lixeira em pedaços grandes demais sera muito dificil voce querer manuzialos novamente.   🙂

a compostagem pode ser feita em diversas formas e de varios modelos,tudo depende do espaço disponivel e da quantidade e tipo de residuo a ser compostado…

para mais informaçoes,duvidas e orçamentos entre em cotato….:)

abaixo segue uma lista de oque deve e oque nao deve ser compostado fique atento!!!!

Tabela dos materias  que podem ou não ser compostados.

Resíduo

Restos de legumes. Sim

Restos comida cozinhada. Em poucas quantidade e nao sempre

Restos carne e peixe – nao

Ossos e espinhas – nao

Cascas de ovo – sim

Cascas de fruta – sim

Café ou chá – sim

Cascas de frutos secos – sim

Folhas secas – sim

Derivados de leite – nao

Papel – sim

Serragem – sim

Palha e feno -sim

Ramos e arbustos -sim

Flores -sim

Cinzas e beatas de cigarros – nao

Dejetos de cães e gatos – nao

pra nao esquecer…

Problema. Causa. Solução

Processo lento Materiais muito grandes Cortar em pedaços menores e remexer
Cheiro a podre. Humidade em excesso Adicionar materiais secos e Revirar a pilha
Cheiro a amónia Excesso de materiais humidos Adicionar materiais secos e remexer

 

 

 

 

 

curiosidades e um pouco mais sobre compostagem!!!!

porque devemos compostar???

A capacidade dos aterros é finita e os custos da sua manutenção – económicos, sociais e ambientais – são cada vez maiores. Quando olhamos para o nosso lixo doméstico sabemos que cerca de três quartos é composto por matéria orgânica que pode ser facilmente compostada. Assim o que podemos fazer para reduzir substancialmente (cerca de 35%) a quantidade de lixo que depositamos no contentor é a compostagem doméstica. Ao compostarmos para além de pouparmos no transporte e no custo de deposição destes resíduos em aterro e o impacte ambiental destes, o composto obtido é bom para as plantas, pois ajuda a melhorar a estrutura do solo, a reter a humidade, a aumentar o teor em matéria orgânica e proporciona a libertação lenta dos nutrientes, tratando-se assim de um bom fertilizante para o solo do seu jardim.

De que forma a compostagem ajuda o seu solo?

O composto contém nutrientes de que as suas plantas precisam para se desenvolverem bem, tais como azoto, fósforo e potássio. É também um bom fornecedor de micronutrientes necessários em pequenas quantidades que são por vezes negligenciados, tais como o boro, cobalto, cobre, iodo, ferro, magnésio e zinco. Quanto mais variados forem os materiais utilizados para fazer o composto, maior a variedade de nutrientes que o seu composto fornecerá. Os nutrientes vão sendo libertados à medida que as suas plantas precisam deles. Quando o tempo aquece e as suas plantas começam a desenvolver-se mais depressa, os microorganismos também começam a trabalhar mais depressa, libertando mais alimento para as suas plantas. Não é maravilhoso?! No composto a matéria orgânica adere às partículas do solo (areia, limo e argila) formando pequenos agregados ou grumos. Estes agregados retêm água nas suas superfícies, fornecendo-a às suas plantas quando dela necessitam. Com a formação de agregados, são criados mais espaços para o oxigénio, que é essencial para o bom crescimento das raízes. Melhora a capacidade de retenção de água do solo. O composto pode reter uma quantidade de água igual a 200% do seu peso em seco, em comparação com 20% num solo com pouco húmus. Actua como matéria inoculante no solo, juntando microorganismos e outros seres, tais como minhocas e insectos, que são os construtores do solo. Neutraliza diversas toxinas e metais do solo, tais como o cádmio e o chumbo. Funciona como tampão de pH, de forma que as plantas ficam menos dependentes de determinado pH do solo. Poderá baixar o pH do seu solo adicionando composto feito de matérias-primas ácidas, tais como folhas de carvalho ou de faia, serradura e agulhas de pinheiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s